Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Reunião Plenária do GAFI/FATF no Brasil

Notícias

Reunião Plenária do GAFI/FATF no Brasil

Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (GAFI/FATF) realiza Reunião Plenária no Rio de Janeiro, sob a Presidência do Brasil
por publicado: 31/10/2008 00h00 última modificação: 30/07/2015 15h58
Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (GAFI/FATF) realiza Reunião Plenária no Rio de Janeiro, sob a Presidência do Brasil

Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (GAFI/FATF) realiza Reunião Plenária no Rio de Janeiro, sob a Presidência do Brasil

Dos dias 15 a 17 de outubro de 2008, na cidade do Rio de Janeiro, foi realizada a primeira Reunião Plenária do Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (GAFI/FATF) do mandato XX, a primeira sob a presidência brasileira, exercida pelo Presidente do COAF, Antonio Gustavo Rodrigues.

O evento foi abrilhantado pela participação de autoridades de mais de 25 países e de importantes organizações internacionais, tais como FMI, Banco Mundial, Nações Unidas.

Dentre outras iniciativas, é de suma importância ressaltar que o GAFI adotou novas medidas para resguardar o sistema financeiro internacional. Para tal fim, acordou-se em:

- elaborar declaração exigindo que todos os seus países membros e jurisdições reforcem suas ações preventivas de proteção aos setores financeiros dos riscos apresentados pelo Irã e pelo Uzbequistão contra a integridade do sistema financeiro internacional. Esta declaração também chama atenção especial para a inexistência de um regime de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo no Turcomenistão, bem como aos riscos de cometimento destes crimes no Paquistão e em São Tomé e Príncipe;

- realizar avaliações dos sistemas de combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo em vigor no Japão e no México;

- emitir um guia de assistência a jurisdições na implementação das disposições legais financeiras da Resolução 1.803 do Conselho de Segurança das Nações Unidas de 2008, que exige dos Estados a fiscalização das atividades de suas instituições financeiras com bancos domiciliados no Irã e suas filiais e subsidiárias no exterior;

- publicar um novo guia para advogados e notários, bem como para cassinos acerca da aplicação da avaliação de riscos no combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo;

- aceitar o Comitê de Basiléia de Supervisão Bancária como mais novo membro observador do GAFI.

Durante a presidência brasileira no GAFI, que se estenderá até junho de 2009, ainda serão realizadas outras duas reuniões plenárias, em fevereiro e junho do próximo ano.