Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Revista do segmento de auditoria contábil aborda Lei nº 12.683/2012, que alterou a Lei nº9.613/1998.

Notícias

Revista do segmento de auditoria contábil aborda Lei nº 12.683/2012, que alterou a Lei nº9.613/1998.

Presidente do COAF explica os reflexos da nova legislação brasileira antilavagem no segmento de auditoria contábil, assessoria e consultoria.
por publicado: 14/11/2012 00h00 última modificação: 30/07/2015 15h58
Presidente do COAF explica os reflexos da nova legislação brasileira antilavagem no segmento de auditoria contábil, assessoria e consultoria.

Presidente do COAF explica os reflexos da nova legislação brasileira antilavagem no segmento de auditoria contábil, assessoria e consultoria.

A última edição da Revista do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícia, Informações e Pesquisas do Estado da Bahia (Revista Sescap Bahia em Serviços) elegeu como matéria de capa o aumento na rigidez do combate à lavagem de dinheiro no Brasil, decorrente da aprovação da Lei nº 12.683, em julho deste ano, que promoveu importantes alterações na  Lei nº 9.613, de 1998. A reportagem objetiva ampliar o entendimento e o debate sobre a nova legislação.

Para tanto, o Presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), Antonio Gustavo Rodrigues, concedeu entrevista à Revista Sescap Bahia em Serviços a fim de esclarecer em que medida essas mudanças legislativas afetam o segmento de auditoria contábil, assessoria e consultoria.

Tendo presentes essas alterações na legislação antilavagem, entidades contábeis nacionais já se dedicam à elaboração de norma que regulará a atuação de contadores e auditores. Nesta tarefa, contam com a colaboração da Federação Nacional das Empresas Contábeis e de Serviços (Fenacon), do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Ibracon), além do próprio COAF.


Leia aqui a íntegra da matéria (Revista Sescap Bahia em Serviços - Ano IV, Ed.12).